quarta-feira, 20 de maio de 2009

Pedro Leopoldo, 18 de maio de 2009

Aí vão fotos e poemas mateiros:


Ave Maria!

- Pois é cumpadi! Esse bicho é amigo da maravia.
- Nunca vi troço desse.
- Só benefício.
- É leite,é carne,é couro.
- Um tanto de coisa dá pra fazer do leite.
- Troço divino!
- Até o chifre aproveita.
- E ainda a bosta é esterco...
- Troço arrumado divera!
- Não tem outro bicho assim por essas cercania de mundão...
- Animal glorificado esse!
- É carrear, puxar cana, rodar engenho...
- Ê bicho proveitoso!
- Trem abençoado esse bicho!
- É cumpadi, tem gente ainda que diz que Deus não existe.
- Ave Maria!


Chuva (inacabado)

Uma chuva dum tamanhão desse eu já levei no lombo. A respingadura do chorona foi tamanha que doía . A casa, o paiol, tudo alagado, cinzão. Afogou até a alma a tal molhadeira .Passou encharcando essas banda e ôtras arroba. Quase uma cumbuca de pó foi embora pra não deixar entupir as venta tamanho o pirigo do risfriado. Foi espirro só, caminhão cheio .Mas teve chá do bom e café com manteiga pra segurar.Também toalha quente e beirada de fogão de lenha.Pra variar repiquei um toicinhos e chamei umas duas ou três no peito.Duas ou três ou mais dessas bem alambicadas e curadas no parol de carvalho: amarelinhas. Tira gosto à revelia. Essa coisada toda fez a gripe ficá miúda.


Árvore genealógica

- É !!! De Grêisso!
- Fio de Nô!
- Ah!? Fio de Zé!?
- Zé fio de Bino!
- Que é fio de Ritinha!
- Primeiro de Zé do Bino Ritinha!
- Primeiro de Nô do Zé do Bino Ritinha! Casado com Maria Bessa!
- Maria Bessa?
- Fia de Zé Bessa...

Cumpadre meu disse que disse que o dia anda mais pequeno e que o mundo lá vai esquentando

Uns tal de raio violeta lá pros pólo sul vai tudo descongelando
Cai chuva onde já ta mais que molhado
Cai sol onde tá esturricado

Cumpadre meu disse que a mentira faz cada vez mais parte da vida
e que as menina nova, a maioria delas tá embarrigando
se desenganando feito mulher perdida

Cumpadre meu disse ainda pra eu tomar cuidado pois, a ladronagem tá esperta
se perigá rouba meu curral,minha casinha, as galinhas e umas cabeça pouca que tenho de gado
Pois o sistema lá vai abrutando e as pessoas cada vez mais perigando
Pra conseguir ganhar mais dinheiro, passa por cima de qualquer ser humano

Cumpadre meu chegou na minha casa e pediu nóis rezar um padre nosso
Que estais no céu
Vendo essa cachorrada destrambelhando esse mundo vosso
santificado seja vosso nome que muitos desdenha
e faz chacota mesmo dentro da sua casa onde é lugar de reza
De silêncio
De calmaria
Vai e fica falando mau dos outro
Dos João e das Maria

Ó meu Deus amigo
Venha a nós o vosso reino
prá miorá esse povo um mucado
Seja feita a vossa vontade assim nessa terra como nesse céu azul cheio de buraco numa camada de ar que os cientista falô e num lembro agora
que o pão nosso de cada dia nos dai hoje
chegue na mão de todos que tem fome pra saciá
perdoa nossas ofensas assim como nós perdoamos a quem nos tem ofendido
e nós temos mais ofendido que perdoado

Não nos deixe cair em tentação
Na verdade
Ou na televisão
Na vida inteira desse povo pagão
E livrai-nos de todo mal
E põe nesses seus filhos, no coração deles, um pouco mais de bem
intão amém.

Cumpadre meu de palavra rezada e de visita encerrada ainda disse pra eu ficar esperto e previnido
Pois se continuar a situação desse jeito
Desse mundo nóis fica desprovido
Amém de novo

Um comentário:

Seguidores

Loading...