quinta-feira, 28 de janeiro de 2010

Pedro Leopoldo, 27 de janeiro de 2010

Hoje é aniversário dessa cidade, que continua cheio de fantasmas políticos, bandidos, mentiras, desdéns, traições e algumas alegrias. Em particular um sentimento de saudade, preocupação e um pouco de dúvida teimando a coçar a cabeça.
No meio de muita música e disse tudo, que nem sei se importa, deixo um rabisco ( onde começo a terceira parte do Rabiscos Acalantos ) e um escrito que fala do meu canto...


Meu Acalanto

Num acalanto esbelto, tardio
Guardado esmaltado
Por entre alqueire baldio
Dança meu cântico desalmado
Latente, arredio
Sob findares dos afazeres solares

Chora bucólico, de lágrima empunhada:
Poeira soturna de pé pela estrada
Entre rasgos por estrofes banhadas
Meu acalanto
Um taciturno
Canto de dor desenfreada

Acalanto esse fiel no levante
Vento cognato a orgasmo latejante
Como candeia com azeite e fogo de enfeite
Cântico frenético em extremo deleite

Toada nova, peituda, desenfreada
Mateira urbana prostituizada
Açoite de garganta pobre
A moer melodias de porte límpido e nobre

Pomposo acalanto
Criminoso perfeito
Ladrão que à espreita forja escapar do peito
Donde brota, vomita , arrota
Esse refrão imperfeito

Cantiga puta perversa
Que o peito toma, enruga
Estupra, infesta
Retomando a nostalgia, a fuga
Lapidando monotonia d’um refrão desafogado
Outrora grito desgraçado
Que agora num sorriso amarelo
Desvaira canto louco, singelo

quarta-feira, 27 de janeiro de 2010

Pará de Minas, 23 de janeiro de 2010 ( parte 2)


Pra variar o scotch bar estava lotado e eu comecei a tocar já as quatro da matina. A galera estava um pouco cansada da noite de samba mas mesmo assim ainda não deixou de agitar com um pouco de eletro rock. E isso mesmo!

domingo, 24 de janeiro de 2010

Pará de Minas, 23 de janeiro de 2010

Antes de ir para a Girus, deixo um poema e um desenho da época do Cabocobão

O caipira psicodélico

Corações analógicos a postos
Lá vem o caipira
Caipira psicodélico
Enxada colorida contra tudo o que é bélico
Um vinil na algibeira
Poeira de sementes nos dentes
E uma vontade tamanha de ser boa gente

Chapéu de palha
Também colorido
Multi-colorido de humildades
Mentiras e verdades

Um alforje lotado de bonomia
Um nome bizarro com tom de alegria
Um arco-íris no bolso de trás
Pé no chão literalmente

Quando lhe dói a cabeça
Seu analgésico é um
ácido lisérgico

antenado ao folclore
desligado do moderno
plugado com um cabo
segue com seu canto
meio riso, meio pranto

Uma mente valvulada
Uma viola de dez cordas turbinada
Uma cabeça de égua de oito baixos
Segue caipira autêntico no meio da boiada

Farda xadrez
Calça remendada e botina
Cantando vida, sorrindo vaquejada
Surta com o novo e o velho
Tornando-os homogêneos
Transformando-os em nada

Com o dia nos ouvidos
E a noite no canivete
Caminha caipira
Por caminhos corridos

Caipira psicodélico
E uma sanfona digital
Um queixo-duro-cavalo-alado
E um crucifixo do lado
Pede ao Senhor Jesus Cristo
Para acalmar esse mundo estressado

Pitangui, 22 de janeiro de 2010


Mais uma vez o Fábrica em Pitangui lotou. O som estava bom, a turma animada, a luz ficou bonita e o Maninho ficou rindo a toa. Long live rock! No sábado de aleluia estou de volta!

Conselheiro Lafaiete, 16 de dezembro de 2010


Fizemos um show muito legal na Iéls. A casa tinha um público que foi lá só pra ver Gleison Túlio e Keilla Jovi. Não estava lotada pois concorremos com um evento grande na cidade, mas as mesas estavam cheias e o povo gostou muito. Tudo deu certo, o som estava relativamente bom e os capotes foram bem desviados. Vários amigos compareceram. Now I’ve the time of my life...

Pará de Minas, 09 de janeiro de 2010

















Formiga, 08 de janeiro de 2010


Esse show teve a abertura do Sgt Pepper’s ( banda do meu grande amigo Marcelo Carrato) que arrebentou como sempre. Muita gente e uma galera muita animada e do rock. Valeu demais voltar em Formiga e rever vários amigos, relembrando os velhos e bons tempos.

Dom Joaquim, 1 de janeiro de 2010




Não poderia ser melhor começar o ano em Dom Joaquim fazendo o primeiro show oficial: Gleison Túlio e Keilla Jovi.
A noite estava estrelada, a praça lotada, o público muito animado e atento. Praticamente tudo deu certo. Todos aplaudiram muito, Romani fez uma apresentação de alto nível e a na platéia estavam as pessoas que a gente mais amava. Começou-se 2010 com música, alegria, amor, família, roça e água da Caiana, sem contar as fotos e as diversões do dia. E lá vamos nós! Não poderia ser melhor começar o ano em Dom Joaquim fazendo o primeiro show oficial: Gleison Túlio e Keilla Jovi.
A noite estava estrelada, a praça lotada, o público muito animado e atento. Praticamente tudo deu certo. Todos aplaudiram muito, o grande amigo Romani fez uma apresentação de alto nível e a na platéia estavam as pessoas que a gente mais amava. Começou-se 2010 com música, alegria, amor, família, roça e água da Caiana, sem contar as fotos e as diversões do dia. E lá vamos nós!








































quinta-feira, 21 de janeiro de 2010

Caratinga, 26 de dezembro de 2009


O show da Diesel foi o último do ano e fechou com chave de ouro. Casa lotada, muuito cheia mesmo. Agradeço a todos por mais um ano de muito trabalho, música , ralação e esperança e que 2010 seja melhor ainda para todos. Deus é grande!

Belo Horizonte, 19 de dezembro de 2009


A chuva acabou atrapalhando um pouco o show do Studio Bar, mas ainda tivemos um público não muito grande, mas fervoroso e o som estava ótimo. Ossos molhados do ofício ( molhossos..)!

Juiz de Fora, 18 de dezembro de 2009













Mais uma vez, por convite do Emmerson Nogueira fui escalado para mostrar meu trabalho em mais uma casa que eu não tinha tocado antes: O Cultural Bar. Uma noite maravilhosa onde eu abri o show do Emmerson com casa lotada. Valeu Êns! De novo e de novo!

Belo Horizonte, 13 de dezembro de 2009




No aniversário da Keillinha teve violada também... Dá uma olhada: http://www.youtube.com/watch?v=kjA0x191zqM

São Paulo, 12 de dezembro de 2009




A dose se repetiu no sábado e com mais público e mais ovações. Obrigado Emmerson e que Deus continue te iluminando! Quem quiser conferir é só ver no link http://www.youtube.com/watch?v=_orqcjFH_3o

São Paulo, 11 de dezembro de 2009







Tive a felicidade de ser convidado pelo amigo Emmerson Nogueira para participar de dois shows no Citybank Hall em São Paulo e a primeira noite foi realmente vibrante. Primeiro no meio do show quem participou também foi o lendário Paulo Ricardo, que no final do show gostou muito, muito mesmo do meu barulho feito no bis do show, quando o Emmerson me apresentou e ainda cedeu o palco para eu tocar sozinho. Uma noite divertida para começar as comemorações do aniversário de Kekê e de ovações de uma platéia vibrante. Obrigado meu Deus. Olha os homi aí! Quem quiser pode confirir no link http://www.youtube.com/watch?v=XfBPFqTKx8I

quarta-feira, 20 de janeiro de 2010

Belo Horizonte, 10 de dezembro de 2009


Uma quinta feira de rock e muita gente no Jack Rock Bar. O som no Jack agora está muito bom mesmo, com sub-grave novo e tudo. Valeu a pena mesmo dessa vez. Quando estava ruim eu reclamei mesmo – mas agora que está bom tenho mesmo é que aclamar o som e valorizar o trabalho e o profissionalismo do Jacob, do Caju e do Serjão. Parabéns turma!

Conselheiro Lafaiete, 07 de dezembro de 2009


Mais uma vez a Iéls estava lotada, o som muito bom e pau quebrou em Lafaiete mais uma vez. Valeu Chacal e Cia!

Belo Horizonte, 06 de dezembro de 2009


No casamento do Otávio muito rock, Playstation 3, e o Clã se divertindo às pampas. Acho que sou o cidadão honorário do Clã. Valeu noivos, boa sorte e até o meu aniversário (casados e de Playstation novo rs)...

terça-feira, 19 de janeiro de 2010

Esmeraldas, 05 de dezembro de 2009


O aniversário da Vovó Mercês foi uma festa típica domjoaquinense com muita familiaridade, muita família, uma mistura temperada dos Rabelos, Madureiras, Teixeiras, Thomazes e uns Ferreirinha de bico, numa animação musical recheada de terças, quintas, sorrisos, choros (de alegria), tombos, e bastas aos rodeios poéticos do dono de Tutspléh (rs..). Essa foi a minha primeira apresentação extra-oficial com Kekê e desde a primeira música que se seguiu à apresentação entusiástica do padrinhoso Romani, o povo se divertiu,cantou, dançou, pulou e aconteceu registrando com muita energia os noventa anos daquela Sra. Flor.
Muitas particpações lendárias como a de João Batista, Tia Cira (allright!) entre outros não menos interessantes fizeram esse que vos realata ficar feliz como um gato numa sala cheia de balões (sem saber qual estourar primeiro) no meio de tanto familiar cada um mais musical e domjoquense do que o outro.. Nu! Nem quero outra vida... Muitas homenagens, todos os filhos reunidos, fios de ovos deliciosos, flor do lado, e pra completar sinuquinha e lindas capivaras na hora de ir embora, inclusive com bem-te-vi nas costas e tudo o mais. Chora me liga blues!






















Seguidores

Arquivo do blog

Loading...